Segurança

Com o fim da Guerra Fria, o debate no campo da segurança internacional tornar-se-á muito importante. Primeiro porque houve uma certa decepção com a capacidade de as teorias realista em oferecer explicações e prognósticos, uma vez que nenhuma delas foi capaz de apontar para a possibilidade do fim da Guerra Fria. Segundo porque o desfecho daquele acontecimento levou ao ressurgimento de antigas questões e conflitos em muitos estados que desafiaram os conceitos tradicionais realistas. Em 1991, como epitáfio do meio século de bipolaridade, a desintegração da União Soviética suprimiu o polo oriental do sistema internacional vigente até então. O conjunto da geometria do espaço global da Guerra Fria foi radicalmente alterado, fazendo com que as fronteiras ideológicas e geopolíticas desenhadas em Yalta e Postdam perdessem significado.

O fim da Guerra Fria acabou legando aos Estados Unidos a condição de única superpotência que reunia, simultaneamente, força militar e hegemonia estratégica global, o que provocou um debate sobre a configuração de poder que se sucederia à dissolução da União Soviética. Pesquisadores de segurança internacional apresentavam opiniões divididas nesse sentido. As visões do sistema pós-Guerra Fria variavam da unipolaridade à multipolaridade e, até mesmo, ao hibridismo. O único consenso que parecia existir é que a questão da segurança internacional dificilmente pode ser apresentada nos mesmos termos da Guerra Fria, e necessita incorporar novas dimensões.

Nesse sentido, a América Latina ganha um espaço na agenda de segurança internacional, sobretudo porque novos tipos de ameaças e novos atores de segurança se incorporam. Assim desta forma um dos objetivos fundamentais da área de pesquisa de segurança internacional do NUPRI é focar a suas pesquisas em temáticas relacionadas com a segurança da região, as principais ameaças, os principais processos que são securitizados e quais os atores que participam na nova arquitetura de segurança regional. E também um segundo objetivo importante da área de segurança internacional do NUPRI é pesquisar e produzir análises tipo policies consistentes com os mecanismos de resolução de conflitos regionais e hemisféricos. A área assim produz pesquisa em:

  • Teoria da segurança regional
  • Atores e processos estatais e não estais de segurança regional
  • Processos e atores securitizados
  • Sistemas de governança em segurança
  • Agenda de segurança da América Latina face os Estados Unidos
  • O papel das peacekeepings
  • Armamento e desarmamento